27 de abr de 2011

8º Cápitulo de Escrito Com Sangue 2!!

Luisy parou o carro. O cara abriu um sorriso e foi direto para Luisy abraça-la, e nisso, deu um beijo em sua boca, mas, Luisy não deixou.
-Vamos, vamos! Não posso ficar parada aqui fofoh!-Luisy disse, olhando para o menino.
-Ok, ok, já estou indo lindinha!-O menino disse, com uma voz doce, mas ao mesmo tempo sedutora.
Ele abriu a porta do carro, e sentou.
-Quem é essa menininha?-Ele, disse, referindo a mim.
-Meu nome é Isabely,tenho 18 anos. Vamos para a sorveteria?!-Eu disse, me apresentando.
-Amm.. Gostei da idéia...Eamm..Vamos me apresentar...Meu nome é Daniel, tenho 23 anos.-Daniel disse, se apresentando.
-Ok, então vamos!-Luisy disse, agora com um rumo.
Nós fomos indo, enquanto Daniel olhava para todas as partes da cidade onde passávamos. Quando chegamos, paramos o carro na frente da sorveteria, e saímos. Sentamos em uma das mesas, mas Luisy ficou em pé.
-Eamm... Vou passar no banheiro, jájá eu volto. -Luisy disse, enquanto saia.
-Oi lindinha...-Daniel disse, colocando a cadeira mais perto da minha, e indo com sua mão perto da minha.
-Quem é você na verdade?!-Eu disse, colocando minha cadeira mais longe dele, e tirando sua mão perto da minha.
Na hora, Luisy caminhava até nós. Daniel era um...Canalha! Aquele carinha com cara de anjo popular, tinha cabelos castanhos bem despojados, além de um lindo olho azul, usava também uma camisa quadriculada, linda! Luisy sentou em sua cadeira, e olhou para Daniel.
-Eam... Vamos escolher os sorvetes?!-Eu disse, enquanto Luisy levantava a mão.
A garçonete chegou, com uma bandeja repleta de sorvetes.
-Bom dia! Desculpe atrapalhar, mas, essa sorveteria é "Self Service", o que querem?-A garçonete dizia.
-Todos de chocolate?!-Luisy disse, enquanto eu, e Daniel acenavamos que sim.
Luisy pegou os sorvete, e comemos, sem nenhuma palavra.
-Meninas, eu vou ter que ir, vou para a casa de uma tia... Vou pegar um taxi, tchauzinho!-Ele disse, deu um beijinhos em mim, e depois um beijinho (na boxexa é claro), em Luisy, e foi embora.
-Vamos para minha casa amiga?-Luisy disse, me convidando.
Girei minha cabeça, no sentindo de "Não". Porque? Não poderia ficar parada converçando com alguém enquanto minha vida estava as ruínas.
-Ok...Estou indo, Beijinhos!-Luisy disse, indo para seu carro.
Levantei da cadeira grudenta e desajeitada, e fui na frente da sorveteria. Acenei para um taxi, mas nada veio. Fiquei uns 10 minutos, mas nada. Continuei a andar, pois percebi que nenhum taxi surgiria.Andei até a esquina, e virei a direita. Na hora, vi dois ladrões correndo. Eu virei, e atravessei a rua, tentando fugir dos dois homens encapuzados.Não corri, se não iria parecer com medo. Continuei a andar a frente,e vi a irmã de Will, Camila, em minha frente.

Comente:

Nenhum comentário :

Postar um comentário