11 de abr de 2011

1º Cápitulo - Escrito com Sangue 2!

Aqui estamos, com o 1º Cápitulo de mais uma onda de Mistérios! Eu havia esqueçido de falar, mas, a Novela Escrita será toda Segunda, Quarta e Sexta, para melhores conclusões. Espero que gostem!


O palco todo olhava pra mim, entre eles, minhas amigas Luisy, Carolayne, e Súelem, minha família, e todos meus outros conhecidos... Eles esperavam por minhas desculpas, por tudo que havia feito sem pensar nesses últimos anos. Eu, hoje, sou uma pessoa quase normal, mas com uns probleminhas muitos pequenos. Agora, respirei, e olhei pra todos, tentando falar algo. Na hora, não saiu é nada. Eu continuei tentando, mas a única coisa que saiu eram lágrimas, quando olhei mais uma vez em Suélem fazendo gestos que indicariam para eu me acalmar, e falar. Essa sim era minha amiga. E comecei:
-Bom dia a todos. Convidei todos vocês aqui para tentar me desculpar, e para fazer alguns apelos. Pôr favor, a todos, me desculpe, eu posso dizer, e não tenho vergonha, pois, agora, percebi que meus erros foram, e sempre serão muito graves. Matar alguém! Como tive coragem de fazer esta bobagem, por causa de minhas amigas terem um amor tão lindo?! Vocês devem achar que loucos não pensam no que fazem... Eu, que sou, ou, pelo menos já fui, posso dizer que tudo tem um motivo!-Vi Súelem escorrer águas nos olhos, e Carolyne entrega-la um lencinho branco, que eu mesma havia dado a ela. -Foi um detalhe bobo! Desculpem por todas as brigas, desconfianças e conflitos que eu causei!
Olhei a minha volta, minha mãe estava chorando nos ombros de meu pai, que como eu conhecia tinha feito a Barba, Luisy, estava sentada, chorando, limpando suas lágrimas com sua mão e seu pulso. Eu comecei a chorar mais ainda vendo todos, e, quem eu via mais chorar, as mães de Fred, e Will... "Como eu pude ter feito isso com elas!!?? E eles!?" havia pensado mais uma vez. Eu comecei a limpar minhas lagrimas com a manga de minha blusa preta, que eu tanto gostava, e fui junto a Luisy, Carolyne e Súelem. Lá, Súelem abriu seu braço que estava enxugando seus olhos, e foi em direção a mim, e, passou suas mãos pequenas e macias em meu ombro direito, tentando me acariciar e acalmar. Eu sentei na cadeira, branca, e coloquei meus braços finos e longos na mesa Lilás. Lá, Carolyne, pegou a água que estava gelada, colocou em um copo redondo e de vidro para mim, e colocou na frente da minha cara. Eu fiz que sim, peguei o copo, e senti meus dentes frios, e uma pequena dor neles, com o contato da água fria com os meus dentes. Ouvi todos baterem palmas olhando pra mim. Senti meu rosto ficar vermelho igual um morango... Mamãe foi saindo do lindo lugar onde estávamos e indo para uma grande sacada, e vi ela me chamar com gestos das mãos. Fui para o lado dela, saindo da cadeira, com meu vestido longo, e rosa clarinho... Eu fui andando pela frente, até que vi minha mãe olhando para o céu. Cheguei lá e vi o céu... Lindo... Minha mãe começou a falar:
-Olha filhinha... Que céu lindo! Para um dia especial! Tenho, orgulho de você!-Ela olhava pra mim com um sorriso, que me lembra de quando eu mandei uma cartinha a ela de Dia das Mães...
-Sério? Que coisa... Que Céu lindo né?-Eu disse, olhando para seus olhos azuis.
-Filinha, mesmo que você tenha feito muita coisa feia, você mora no meu coração, e nunca vai sair de lá! O céu está lindo, parecido com um dia muito especial da mamãe, no casamento do papai e da mamãe... Vai lá falar com suas amiguinhas! Você deve estar com saudades delas!
-Tá certo vou lá!-Olhei pra ela dando um sorriso, e indo para a mesa com as minhas amigas, ou, ex-amigas.
Eu cheguei lá, e vi todas olhando pra mim.
-Meninas! Eu vou voltar à vida normal... Vocês continuaram a ser minhas amigas?-Disse com um sorriso, olhando Súelem, Luisy, e Carolyne.


Muito Obrigada pela Atenção!

Comente:

2 comentários :

  1. Noss caáh ta mais linda q a outra!
    Bjokas
    Anna Bya

    ResponderExcluir
  2. Obrigadinha! Fico feliz que esteja gostando!! Beijinhos,Cáah!

    ResponderExcluir